Bernanke e Geithner ainda estão tentando descontar cheques sem fundos

Parece que tanto a chamada “Dragon Family” e o “harmonioso sistema bancário mundial”, são os mesmos padrinhos criminosos para os quais Ben Bernanke e Timothy Geithner sempre trabalharam. Eles estão alegando agora que têm 600 trilhões de dólares nos computadores do Federal Reserve Board, prontos para serem usados para “projetos humanitários em todo o mundo.” De fato, tanto Eijiro Katsu, alto burocrata do Ministério das Finanças do Japão, e o governador do Banco do Japão, Masaaki Shirakawa, confirmaram que o dinheiro está lá nos computadores do Federal Reserve Board. O problema é que mesmos os bandidos que têm espalhado armas biológicas de assassinato em massa e realizado inúmeros outros atos malignos estão dizendo agora que  vão fazer o bem. O fato é que os donos do Fed são um bando de bandidos que mataram, subornaram e forjaram seu caminho até o topo do sistema de poder do planeta apenas para presidir o maior evento de extinção em massa (incluindo tanto seres humanos quanto natureza) desde que os dinossauros foram exterminados. Aqui está o que o mundo tem a dizer a vocês, assassinos: “Vocês estão demitidos”.

Esta última reviravolta na guerra financeira em curso veio quando dois indivíduos (cujos nomes prometemos manter secretos) chegaram ao Japão dizendo representar a “sociedade real da Dragon Family”. Eles disseram que tinham 600 trilhões de dólares esperando para serem distribuídos para o mundo e que isso poderia ser confirmado inserindo um certo código de acesso nas “telas pretas” ou “telas Euroclear” do Fed. Usamos considerável capital político para conseguir que o governador do Banco do Japão, Masaaki Shirakawa, e o alto burocrata do Ministério das Finanças, Eijiro Katsu, confirmassem que o dinheiro estava de fato nos computadores do Fed.

O problema é que os representantes da “sociedade real da Dragon Family” afirmaram representar famílias reais asiáticas. Eles disseram que um homem com o nome de Hiroshi Nakano era o verdadeiro poder por trás do trono japonês e que ele poderia confirmar isso. Pedimos que obtivessem uma carta formal de um dos membros públicos da família real, como o imperador ou o príncipe herdeiro, para provar que eles estavam falando a verdade. Eles aparentemente não puderam porque os seus representantes saíram de cena.

Depois disso, essas pessoas mudaram de tática e se aproximaram de Shirakawa e Katsu através de um indivíduo com o nome de Akihiko Deguchi e o propagandista escravo do jornal Asahi Shinbun, Yoichi Funabashi. Eles conseguiram que um monte de ex-burocratas se juntassem ao seu trem da alegria. Sua alegação de pedigree de família real asiática foi reduzida à afirmação de que sua representante da família real era a princesa Masako, filha do bandido da Comissão Trilateral e juiz do tribunal internacional controlado pelos Rothschild, Hisashi Owada.

Essas pessoas foram tão arrogantes que pensaram que poderiam comprar o Japão, seu maior credor, com US$ 10 trilhões, um mero 1/60 do dinheiro que estavam planejando gastar. Até essa pequena parte de dinheiro só poderia ser gasta com a aprovação de um comitê secreto que se reporta diretamente a “seres celestiais”. Mensagem para David Rockefeller et al: “Você são bandidos, não seres celestiais.”

A “sociedade real da Dragon Family”, que tem colocado seu nome lá fora, se refere principalmente às linhagens reais dos europeus merovíngios, não às famílias reais asiáticas.

Então, naturalmente, existe a luta permanente sobre quem realmente tem os direitos sobre as contas colaterais globais. O Vaticano e a loja maçônica P2, juntamente com seus aliados, afirmam que é um cambojano com o nome de R.C. Dam que tem os direitos. A própria investigação e os tratados históricos da CIA indicam que os direitos foram originalmente dado ao presidente da Indonésia, Sukarno e pertencem agora a seu sobrinho Eddy Sukarno. Temos também várias dinastias reais chinesas, japonesas e filipinas fazendo alegações plausíveis para a posse histórica de grande parte do ouro. A maioria das pessoas poderia concordar que o ouro do mundo, em última análise, pertence ao povo do mundo, e que os verdadeiros donos históricos tinham direito a uma parte.

Aqui está uma contra-proposta com base em orientações bancárias internacionais do BIS (Bank for International Settlements). Os japoneses ganharam 8 trilhões de dólares em dinheiro (eles têm recibos de tudo isso), com base na venda de carros, TVs, aparelhos etc. ao resto do mundo nos últimos 60 anos. De acordo com as regras do BIS, qualquer depósito em dinheiro pode ser alavancado 10 vezes. Isso significa que o Japão poderia legalmente oferecer 80 trilhões de dólares ou mais de US$ 100.000 para cada homem, mulher e criança no planeta. Obviamente, entregar tanto dinheiro simplesmente resultaria em uma bolha, mas o dinheiro poderia ser entregue na forma de escolas, bolsas de estudo, reservas naturais, infra-estrutura, bens de consumo e outras coisas tangíveis que existem no mundo real.

A White Dragon Society está propondo fazer isso através da criação de uma nova agência transparente, ocupada por uma equipe internacional de algumas das pessoas mais inteligentes do planeta.

Este plano não iria de forma alguma contradizer outros planos de outros grupos de realizar empreendimentos semelhantes usando outras organizações. A vantagem deste plano é que a reivindicação legal do Japão ao dinheiro é à prova d’água e não requer extensivos processos para provar. Pode ser executada imediatamente.

O governo do Japão já sinalizou sua disposição para criar uma agência deste tipo. Uma grande parte do dinheiro liberado iria para a reconstrução das bases industriais evisceradas da Europa e dos EUA. Muito mais seria destinado a acabar com a pobreza, parar a destruição ambiental e financiar uma expansão exponencial no universo.

Em qualquer caso, o fato de que o Federal Reserve Board finalmente enviou alguém diretamente para a White Dragon Society no Japão é um sinal claro de que querem negociar a paz.

Enquanto isto está sendo escrito, a White Dragon Society está aguardando uma contra-proposta dos Feds. A resposta inicial era de que eles iriam oferecer mais dinheiro, mas ainda estavam relutantes em entregar qualquer controle independente de como o dinheiro seria gasto.

Esperamos que haja progresso nas negociações nesta semana. No entanto, se não, os Feds devem lembrar que sexta-feira, 13 de abril, está chegando. Na Ásia, o mês Abril é pronunciado “shi”, que significa morte. Isso significa que este pode vir a ser um dia especialmente nefasto para a quadrilha bancária ocidental.

Benjamin Fulford, 10 de abril de 2012.

Anúncios

Graudões da mídia deverão ser presos

Atenção!
Esta acaba de chegar. É um boato – ainda não confirmado – que provém de alta fonte em Wash.DC. Pede-se cautela!
Grandalhões da mídia devem ser presos na próxima semana. Acontecerá depois dos anúncios sobre NESARA. Prisões continuam a se feitas em Wash.DC.
Também falou-se que ocorre uma confrontação da pesada entre o FED (particular) e o Tesouro Federal (oficial).
Aguardemos os acontecimentos.
Antonio Carlos – MG

Prisões, intimações, demissões. A limpeza está começando.

Está circulando abertamente.

O Vice-Presidente chinês Xi Jin Ping, há duas semanas, esteve em Wash.DC para um encontro com o Pres. Obama e  a ONU, para finalizar a revalidação das moedas de 195 países, começando pelos EUA , Iraque e outros.

Após tudo quase pronto, os escuros – a facção Bush Pai – ameaçaram matar a esposa e filhas de Obama. Em 21-02-12 pouco aconteceu; o VP chinês volta a cobrar o combinado, sem saber das ameaças, e ameaçou inundar o mercado com dólares… Foi informado dos eventos; lhe pediram um tempo para refoçar a segurança oficial e por isso a demora.

Depois de 24-02-12, a marinha e a Interpol começaram a prender os ameaçantes; entre eles, banqueiros americanos e europeus envolvidos com esquemas fraudulentos e outos crimes.

Em 24-02-12 Tim Geithner, Secretário do Tesouro americano foi intimado – não preso – a testemunhar perante uma corte o que sabia. Entre muitas coisas, disse que ele e BO eram a favor das revalidações, da mudança do sistema e dos famosos PPs, mas… Bush e sua gente estavam bloqueando tudo.

Foram descobertas 24 back doors (furos no sistema) eletrônicas produzidas pelo pessoal do Bill Gates (ele próprio e seu Windows = Micosoft, como queiram) por onde haveria “vazamento” e roubo de $$$ em todos os 195 países.

Os programadores e bancos envolvidos foram rastreados e presos. O problema foi corrigido. Assim que for dada a luz verde, começarão os acontecimentos pelos quais estamos esperando há tanto tempo. É questão de dias.

AS RVs já foram feitas, mas estão exaustivamente checando o sistema informatizado, para ter certeza de que não haverá furos.

Já começou a limpeza geral. Banqueiros deixando seus postos, demissões, retiradas de pessoal, prisões, gente de todo lado, tudo na moita; nada divulgado pela imprensa controlada.

As rotas de fuga estão vigiadas. Acessos estão sendo bloqueados; nada de fugas físicas ou esquemas eletrônicos. Bill Gates (por favor, isto é sério; informem-se!) fez do “seu sistema” (advinhem qual?)  uma verdadeira peneira de segurança. O sistema será suprimido. (Ao 7 chegou; ao 8, sei não!)

Já falaram com ele, Mr. Gates, que haverá um novo mundo e a NOM não comandará mais  o planeta; ele precisa se acostumar com esta ideia.

As coisas virão a público quando houver certeza de que o sistema novo é seguro e funcional. O trabalho é gigantesco; abrange o mundo inteiro e até os pequenos bancos do interior serão interligados.

A mudança está chegando, finalmente. Falta muito pouco tempo.

Antonio Carlos – MG

Desmascarando a tirania financeira. Parte 4 – Conhecendo a história

A Ordem Maçônica é normalmente vista como uma ordem fraternal que ajuda instituições e promove reuniões chatas e cansativas. Mas não é assim. Nem os maçons de graus menores desconfiam do que acontece na “cúpula”.

Entretanto, em 1826, um homem chamado Capitão William Morgan tentou publicar os detalhes dos primeiros três graus da maçonaria para o público geral (Nota do blog: no rito escocês existem 33 graus).

O livro recebeu o nome de Ilustrações da Maçonaria por Alguém da Fraternidade que devotou Trinta Anos ao Assunto, e foi lançado por uma editora independente um ano depois. Os maçons sabem que qualquer um que revelar segredos da Ordem será assassinado. E foi o que aconteceu com Capitão Morgan. Naquele tempo, a maçonaria já dominava a mídia e o governo. Tal escândalo fez com que 45.000 maçons, completamente envergonhados da Ordem a que pertenciam, a abandonassem nos Estados Unidos, mais de 2.000 lojas fossem fechadas, e se iniciasse um enorme movimento político. Aqui está a foto de uma estátua erguida em homenagem ao Capitão Morgan, em Batavia, Nova York.

Por ter se transformado em uma ameaça à paz e à ordem, a maçonaria havia sido proibida em vários países da Europa. Mas não nos Estados Unidos. Outro livro que procurou revelar os segredos obscuros da maçonaria foi Luz na Maçonaria, de Elder David Bernard, que revela dados de todos os 33 graus. Segundo o autor, o alvo do grau 32 são os muçulmanos. Veja na passagem: “O objetivo ostensivo deste [trigésimo segundo] grau é a invasão da Terra Santa, e sua liberação dos infiéis. Isso deve ser conseguido unindo todos os maçons, antigos e modernos, sob um comando, e dirigindo-os em massa aos maometanos, que perversamente se estabeleceram naquela região sagrada.”

(Nota do blog: interessante aqui notar que Obama seria maçom do grau 32. Veja aqui.)

Em A Nova Cavalaria, o historiador Malcolm Barber explica:

“Foi durante os anos 1760 que os maçons alemães introduziram uma conexão Templária específica, alegando que a Ordem, através de sua ocupação do Templo de Salomão, tinha sido o repositório de sabedoria secreta e poderes mágicos, que James of Molay tinha entregado ao seu sucessor antes de sua execução e de que os maçons do século XVIII eram os herdeiros diretos.” (Nota do blog: sabedoria secreta e poderes mágicos, imagino que se referem à iniciação, os mistérios maiores do mundo).

Alguns maçons dizem que os iniciados do grau 32 são conhecidos como Cavaleiros Templários, e entram para a linhagem real – não por nascimento, mas por sua associação à Ordem.

Tudo o que você lê em Luz na Maçonaria para o grau final 33 é uma descrição sinistra de como é a sala onde “a obrigação” é aceita.

Assim que você entra, você vê as palavras “Deus meumque jus” sobre a porta. Podemos traduzir como “A Autoridade de Deus é minha”, ou “Deus é meu, assim como a Razão e a Autoridade”. (Nota do blog: ou “Deus é meu Direito”.) Um triângulo equilátero de vidro transparente desce antes de você entrar em um dossel de cortinas roxas. A sala é então dominada por um altar triangular, guardado por um esqueleto em tamanho real segurando um bastão maçônico e um punhal. Imagens de “Cabeças da Morte” e caveiras e ossos cruzados também são vistas. O oficial de maior patente, ou Três Vezes Poderoso Soberano, usa um manto vermelho-sangue com uma faixa preta. Ele tem uma coroa deslumbrante sobre a sua cabeça como um rei europeu – e carrega uma espada.

Quando Luz na Maçonaria foi escrita, só eram permitidos nove maçons de grau 33 para cada reino ou república.

Mas por que eles querem controlar a mídia, o sistema financeiro ou criar uma matriz de controle mundial?

Parece que a Maçonaria é apenas uma cobertura para a “Sociedade dos Homens”, referida no grau 32 – que despreza a religião, eleva seus mais altos membros ao nível da realeza, e diz “A Autoridade de Deus é Minha”. E pelo jeito eles foram espertos o bastante para não deixar que suas intenções finais ficassem explícitas nos juramentos e nas obrigações maçônicas.

De acordo com William T. Still em seu livro Nova Ordem Mundial: O Antigo Plano das Sociedades Secretas, existe um Grande Plano. Mas a que ele se refere? A Maçonaria possibilitou o sigilo necessário para um pequeno grupo ganhar o controle do planeta e de seus recursos.

É fato histórico documentado que Adam Weishaupt liderou um grupo na Baviera (hoje parte da Alemanha), que se chamava Illuminati – ou seja, Seres Iluminados. Ele teria sido pago para iniciar esse grupo por ninguém menos que Mayer Amschel Rothschild, em 1770.

Mayer Rothschild teria convocado uma reunião de outros doze homens ricos em sua casa em Frankfurt, Alemanha, em 1773. Lá, eles criaram uma estratégia de 25 pontos para o novo grupo Rothschild, “The Illuminati”. Assim, os Rothschild financiaram os Illuminati Bávaros.

Em um ato aparente de intervenção divina, um raio atingiu um mensageiro que estava indo para a reunião a cavalo, carregando a estratégia de 25 pontos no bolso interior do casaco. Ele foi morto instantaneamente.

As autoridades ficaram chocadas ao encontrar este documento. Todos os 25 pontos estão publicados, na íntegra, em vários sites. Não vou listar todos os 25, apenas os mais chocantes.

Lembre-se – isto não é uma teoria da conspiração, a posse deste documento foi um fato estabelecido, causando extrema preocupação no governo da Baviera.

# 6 Permanece invisível até o exato momento em que tenha ganhado tanta força que nenhuma astúcia possa miná-la ….# 7 “Sem o despotismo absoluto” não se pode governar de forma eficiente.# 8 Advogar o uso de bebidas alcoólicas, drogas, corrupção moral e todas as formas de vício, utilizadas sistematicamente por “agenteurs” para corromper a juventude.

# 10 Fomentar guerras, mas dirigir conferências de paz de modo que nenhum combatente ganhe terreno. Eles devem ser colocados em dívida e, portanto, em nosso poder.

# 12 Escolher candidatos a cargos públicos que serão servis e obedientes aos nossos comandos, para que possam ser facilmente usados como PEÕES NO NOSSO JOGO.

# 13 Usar a imprensa como propaganda para controlar todos os meios de informação pública, enquanto se mantém na sombra, livre de culpa.

# 14 Fazer as massas acreditarem que são presas de criminosos. Em seguida, restaurar a ordem para aparecer como os salvadores.

# 15 Criar pânico financeiro; usar a fome para dominar as massas.

# 18 Um Reino de Terror é a maneira mais econômica de trazer sujeição rápida.

# 20 Um GOVERNO MUNDIAL é o objetivo. Será necessário estabelecer monopólios enormes, por isso mesmo as maiores fortunas irão para o fundo junto com o crédito de seus governos.

# 23 Chamá-lo A NOVA ORDEM. Nomear um ditador.
Os candidatos a Illuminati eram quase sempre obtidos nas lojas Maçônicas. O Barão Von Knigge era um alto membro dos Illuminati, e começou a discordar de Weishaupt, que planejava incutir o ateísmo nos membros de graus inferiores. Com o passar do tempo, Von Knigge percebeu que o objetivo de Weishaupt era instilar a crença em um Lúcifer como uma divindade benevolente. Isso fez com que sentisse que a Ordem tivesse sido “pintada… com as cores do inferno” (Still, p.79).
Von Knigge saiu em 1783 e informou ao governo Bávaro sobre os perigos que os Illuminati representavam. O governo então baniu todas as sociedades secretas no ano seguinte. Entretanto, os Illuminati já tinham se juntado à maçonaria. E a Maçonaria Européia “Iluminada” mudou sua sede para Frankfurt, a cidade dos Rothschild, e ficou muito bem guardada sob seu controle.
Após a morte de Weishaupt em 1830, os Illuminati ficaram sob comando do italiano Giuseppe Mazzini, que era o mais alto membro da mais importante loja italiana, a Alta Vendita. Ela controlava as lojas francesas, inglesas e alemãs, e havia sido fundada por Karl Rothschild. O objetivo de Mazzini era unificar todos os círculos maçônicos ao redor do mundo. Em 1860, Mazzini escreveu para Albert Pike, o líder maçônico nos Estados Unidos, para discutir a possibilidade de incluir os EUA em um grupo internacional.
Nessa época, Pike estava tentando reagrupar a maçonaria americana, que havia sido prejudicada com o assassinato do Capitão William Morgan. Mas dez anos depois, Mazzini e Pike foram capazes de forjar um acordo para unificar todos os grupos maçônicos da Europa e América. Este acordo também permitiu que mais da filosofia dos Illuminati fosse misturada aos ensinamentos maçônicos dos graus mais altos.
Para entender esse acordo, algumas coisas precisam ser entendidas.

As crenças secretas dos Illuminati incluiam a idéia de que existe um “Grande Arquiteto” do Universo, dividida em duas polaridades – o Deus cristão, que eles chamavam de Adonai, e Lúcifer (Luz). Neste sistema, Lúcifer não é visto como “o cara mau” – apenas um dos dois aspectos Divinos do Grande Arquiteto. A idéia de Lúcifer caindo e tornando-se “Satanás” é rejeitada dentro dos ensinamentos internos dessa filosofia. Na Bíblia, Lúcifer originalmente aparece como o anjo maior e mais brilhante de todos. Iluministas acreditam Lúcifer foi expulso porque o Deus cristão era o cara mau.

Seus argumentos foram fundados sobre a realidade da igreja cristã naquela época: era uma instituição que suprimia a liberdade, a sexualidade e a investigação científica. A Igreja era o governo na época, e ela exigia obediência. (Nota do blog: nesse ponto de vista, podemos entender a rejeição que eles tinham com relação à instituição igreja. Mas isso não justifica a rejeição com relação aos ensinamentos cristãos, e o que os Illuminati fizeram com base em sua filosofia).
Em 1870, foi selado o acordo entre Mazzini e Pike. Este acordo levou mais dos ensinamentos Illuminati e luciferianos à maçonaria, com um novo rito que ensinava que a divindade é dual e Lúcifer é igual a Adonay.
Em 1889, Pike tinha ultrapassado Mazzini para se tornar o chefe da Maçonaria Mundial. O livro de Still revela que Pike e Mazzini fizeram importantes adições ao plano de como os “Illuminati” poderiam assumir o controle do planeta, financeira e politicamente. O plano era deliberadamente criar três guerras mundiais – com falsos pretextos. Duas dessas três dessas guerras aconteceram exatamente como o planejado. Houve tentativas por algum tempo de uma Terceira Guerra Mundial – uma batalha com um grupo de terroristas no Oriente Médio – mas ela ainda não aconteceu. No entanto, é óbvio que a luta para criar essa Terceira Guerra Mundial é uma questão presente nos dias de hoje. A “super-entidade” Federal Reserve ainda está seguindo o script como se fosse a Escritura. A carta de Mazzini que expôe esse plano foi mantida em plena vista por muitos anos na Biblioteca do British Museum.

Trecho do livro de Still:

“Mazzini propôs uma série de guerras mundiais. Essas guerras eram para envolver cada nação em um conflito tão sangrento e caótico que, no fim, todas as nações renderiam sua soberania nacional a um governo internacional, como a Liga das Nações, ou a segunda tentativa – a atual Nações Unidas – a fim de evitar derramamentos de sangue posteriores. A primeira dessas guerras mundiais, eles esperavam, derrubaria o governo czarista da Rússia e estabeleceria uma ditadura Iluminista – um novo nível no jogo de controle das populações. Isso daria os iluministas uma base segura a partir da qual operar, com uma população grande e vastos recursos naturais para alimentar o novo motor do Iluminismo. A Segunda Guerra Mundial permitiria a nova Rússia Soviética capturar a Europa – ou, como aconteceu, metade dela.  A Terceira Guerra Mundial seria no Oriente Médio entre os muçulmanos e os judeus, e traria o Armageddon bíblico. Certamente no final desta Terceira Guerra Mundial, as nações cansadas de batalhas estariam prontas para aceitar qualquer proposta, desde que prometesse paz, unindo o mundo inteiro sob a bandeira fatal da Nova Ordem Mundial luciferiana.
Tudo isso é fato documentado, histórico. Grande parte veio de membros que se afastaram do grupo e revelaram seu testemunho.

Queixa-crime apresentada contra OBAMA. São 8 acusações.

The Rumor Mill News Reading Room
VERIFIED CRIMINAL COMPLAINT, ON INFORMATION formally charging the following named individual with the corresponding crim
Posted By: watcher51445
Date: Saturday, 17-Dec-2011 08:54:18

Paul Andrew Mitchell, B.A., M.S.
Private Attorney General, 18 U.S.C. 1964(a)
c/o Lake Union Mail
117 East Louisa Street
Seattle 98102-3203
WASHINGTON STATE, USA
Fax: (206) 329-3448 (use cover sheet)
All Rights Reserved
Without Prejudice
UNITED STATES COURT OF APPEALS
THIRD CIRCUIT
PHILIP J. BERG, ESQUIRE [sic], ) Appeal No. 08-4443
)
Plaintiff ) USDC No. 2:08-CV-04083 (RBS)
)
v. )
)
BARACK HUSSEIN OBAMA et al., )
)
Defendants. )
———————————–)
)
United States ) VERIFIED CRIMINAL COMPLAINT,
ex relatione ) ON INFORMATION:
Paul Andrew Mitchell, ) 18 U.S.C. §§ 4, 241, 242, 371,
) 911, 912, 1341, 1343, 1962;
Applicant. ) 28 U.S.C. 1746(1); and,
___________________________________) FREV Rule 201(d).
COMES NOW the United States (“Applicant”) ex relatione Paul Andrew Mitchell, B.A., M.S., Citizen of ONE OF the United States of America, Private Attorney General, Criminal Investigator and Federal Witness (hereinafter “Relator”) — having timely applied for leave to intervene pursuant to 28 U.S.C. 1651(a) — to provide formal Notice to all interested Parties, and to demand mandatory judicial notice by this honorable U.S. Court of Appeals for the Third Circuit, of this VERIFIED CRIMINAL COMPLAINT, ON INFORMATION formally charging the following named individual with the corresponding criminal violations enumerated infra.
Relator hereby formally charges:
Barack Hussein Obama with:
(1) commission of a felony by falsely assuming or pretending to be an Officer of the United States (Federal Government), acting as such under authority of the United States without the requisite credentials and without the requisite qualifications as expressly stated at Article II, Section 1, Clause 5 in the Constitution for the United States of America, as lawfully amended, in violation of 18 U.S.C. 912 (one or more counts);
(2) commission of a felony by falsely and willfully representing himself to be a citizen of the United States also known as a “federal citizen”, in violation of 18 U.S.C. 911 (one or more counts);
(3) commission of a felony by conspiring with one or more other persons to commit offenses against the United States (Federal Government), and to defraud the United States and agencies thereof, and by doing acts specifically to effect the object of the conspiracy, in violation of 18 U.S.C. 371 (one or more counts);
(4) commission of a misdemeanor by willfully subjecting the People of the United States of America to the deprivation of their fundamental Right to a President of the United States of America who satisfies the Qualification Clause at Article II, Section 1, Clause 5 in the Constitution for the United States of America, as lawfully amended, under color of laws, statutes, ordinances, regulations or customs, in violation of 18 U.S.C. 242 (one or more counts);
(5) commission of a felony by conspiring with one or more other persons not yet named herein, to injure, oppress, threaten or intimidate the People of the United States of America in the free exercise and full enjoyment of their fundamental Right to a President of the United States of America who satisfies the Qualification Clause at Article II, Section 1, Clause 5 in the Constitution for the United States of America, as lawfully amended, and because of their having so exercised and attempted so to exercise the same, in violation of 18 U.S.C. 241 (one or more counts);
(6) commission of a felony by placing in a post office, or in an authorized depository for mail, matter to be sent and delivered by the Postal Service for the purposes of executing a scheme or artifice to defraud and of obtaining money by means of false and fraudulent pretenses, representations or promises, after having devised or intended to devise said scheme or artifice to defraud and to obtain money by means of false and fraudulent pretenses, representations or promises, in violation of 18 U.S.C. 1341 (one or more counts);
(7) commission of a felony by having devised or intended to devise a scheme or artifice to defraud and to obtain money or property by means of false or fraudulent pretenses, representations or promises, by transmitting and causing to be transmitted by means of wire, radio or television communications in interstate or foreign commerce, writings, signs, signals, pictures or sounds for the purpose of executing such scheme or artifice, in violation of 18 U.S.C. 1343 (one or more counts); and,
(8) commission of a felony by conspiring to engage in a pattern of racketeering activity as a direct result of committing two or more of the predicate acts itemized supra and in the Racketeer Influenced and Corrupt Organizations (“RICO”) Act, partially codified at 18 U.S.C. 1961 et seq., during the preceding ten (10) calendar years, in violation of 18 U.S.C. 1962 (one or more counts).
AFFIDAVIT OF PROBABLE CAUSE
Accordingly, Relator hereby testifies that the two (2) documents previously incorporated in the instant case are true and correct, and both constitute material evidence establishing facts calling for the conclusion that Defendant Barack Hussein Obama was natural born in the Republic of Kenya, most probably on August 4, 1961 A.D., at Coast Provincial General Hospital in the city of Mombasa.
From these uncontested facts Relator concludes that Defendant Barack Hussein Obama is not now and never was eligible to occupy the Office of President of the United States of America.
See Article II, Section 1, Clause 5 in the Constitution for the United States of America, as lawfully amended.
Further Relator sayeth naught.
VERIFICATION
I, Paul Andrew Mitchell, Sui Juris, hereby verify, under penalty of perjury, under the laws of the United States of America, without the “United States” (Federal Government), that the above statement of facts and laws is true and correct, according to the best of My current information, knowledge and belief, so help me God, pursuant to 28 U.S.C. 1746(1). See Supremacy Clause (Constitution, Laws and Treaties are all the supreme Law of the Land).
Dated: April 13, 2010 A.D.
Signed: /s/ Paul Andrew Mitchell
__________________________________________________________
Printed: Paul Andrew Mitchell, B.A., M.S., Private Attorney General
All Rights Reserved without Prejudice (cf. UCC 1-308)
PROOF OF SERVICE
I, Paul Andrew Mitchell, Sui Juris, hereby certify, under penalty of perjury, under the laws of the United States of America, without the “United States” (Federal government), that I am at least 18 years of age, a Citizen of ONE OF the United States of America, and that I personally served the following document(s):
VERIFIED CRIMINAL COMPLAINT,
ON INFORMATION:
18 U.S.C. §§ 4, 241, 242, 371, 911, 912, 1341, 1343, 1962
28 U.S.C. 1746(1); and, FREV Rule 201(d)
by placing one true and correct copy of said document(s) in first class United States Mail, with postage prepaid and properly addressed to the following:
Clerk of Court (3x)
U.S. Court of Appeals for the Third Circuit
21400 United States Courthouse
601 Market Street
Philadelphia 19106
PENNSYLVANIA, USA
Philip J. Berg, Esquire [sic] (1x)
555 Andorra Glen Court, Suite 12
Lafayette Hill 19444-2531
PENNSYLVANIA, USA
John P. Lavelle, Jr. (1x)
Ballard Spahr Andrews & Ingersoll, LLP
1735 Market Street, 51st Floor
Philadelphia 19103
PENNSYLVANIA, USA
Dated: April 13, 2010 A.D.
Signed: /s/ Paul Andrew Mitchell
__________________________________________________________
Printed: Paul Andrew Mitchell, B.A., M.S., Private Attorney General
All Rights Reserved without Prejudice (cf. UCC 1-308)

Ao se recusar a abandonar o poder, os bandidos irão enfrentar linchamento

Por Ben Fulford
11 de outubro de 2011

Quando os asiáticos decidiram travar uma guerra financeira contra a quadrilha criminosa que tomou conta do Ocidente e estava tramando um genocídio sem precedentes, os bandidos foram avisados de que seria apenas uma questão de tempo antes que enfrentaram linchamentos em seus próprios países. Esse tempo está se aproximando rapidamente. Os protestos contra os bandidos nos EUA e a destruição iminente do Euro são apenas a parte visível de um movimento global para remover esses parasitas do corpo político do Ocidente. A parte invisível envolve o controle de códigos e “telas pretas” de alta tecnologia, que são usados para gerenciar o sistema financeiro internacional. Aqui, várias fontes dizem que as contas bancárias destinadas ao uso da humanidade como um todo, que foram tomadas por interesses privados, serão apreendidas. Como parte deste movimento, o controle do dólar americano será tirado da propriedade privada Washington DC Corporation, e movido para a Suíça. Lá será gerido pelas nações da terra. Dadas essas circunstâncias, os Estados Unidos deveriam ser aconselhados a criar uma nova moeda americana para seu próprio uso.

A última reviravolta nessa guerra financeira é a notícia de que David Eisenhower, filho do presidente Eisenhower, tem sido um homem-chave para a quadrilha dentro do Banco de Compensações Internacionais.

Eisenhower colocou ilegalmente 10 títulos Kennedy que ele não possui em algo conhecido como “programa de negociação.” “Programas de negociação” são uma farsa esotérica financeira estabelecida por Henry Kissinger. Basicamente são falsas “contas-espelho” de fundos reais que são usadas para reciclar dinheiro público para mãos privadas. Os indivíduos particulares que acessam dinheiro dessa forma não têm direito legal para tal. Assim, Eisenhower está usando os títulos emitidos em nome do governo americano para fins privados, embora não tenha direito legal de fazê-lo. Outra palavra para essa atividade é fraude.

Através desses “programas”, o dinheiro que estava destinado a ser utilizado para a humanidade como um todo foi sequestrado por interesses privados, como os Rothschild, os Bush, etc

As pessoas envolvidas nessa farsa incluem os Bush, os Clinton, os Obama, Alan Greenspan e os outros suspeitos usuais.

As nações do mundo já foram notificadas sobre este esquema. Uma consequência disso é que o governo da Irlanda está pedindo a banqueiros que estão tentando forçá-los a pagar enormes quantias de “dívida”, para provar  que os banqueiros tinham o direito legal de criar essa dívida.

A Grécia está agora contemplando um movimento similar. Essa mesma manobra legal eliminaria boa parte da dívida americana pública e privada também.

Ação judicial contra esses fraudadores de alto nível pode começar no fim desta semana ou início da próxima. Em uma ação judicial, está em jogo o controle de fundos no valor de $ 371 trilhões. Esse dinheiro foi reunido após a 2ª Guerra Mundial pelas nações não-alinhadas e destinadas ao desenvolvimento da África e da Ásia, mas foi usurpada pelos bandidos acima mencionados.

Os Rothschild já contataram a White Dragon Society e estão demandando paz. Um representante WDS tem sido repetidamente convidado a Genebra para se encontrar com líderes da família Rothschild para fechar um acordo. Até o momento, nenhuma reunião foi acordada.

Lobistas japoneses sob o ex-primeiro-ministro Yasuhiro Nakasone, procurador dos Rockefeller/Bush, também contataram o WDS e estão tentando fazer um acordo por meio do chefe de uma das agências de segurança pública japonesas.

A White Dragon Society não está mais em posição de fazer um acordo com essas pessoas. A situação agora está sendo tratada pela polícia nacional e agências de segurança. Isso significa que um monte de gente que poderia anteriormente ter sido capaz de fugir comparecendo perante um comitê de verdade e reconciliação ao estilo sul-africano, em vez disso, acabará na cadeia. Isto é, a menos que o povo os pegue primeiro.

A exposição deste crime financeiro de alto nível vai mudar fundamentalmente a forma com a qual o planeta é levado. O fluxo de dinheiro será utilizado para o desenvolvimento do planeta em vez do enriquecimento de oligarquias.

O FMI não tem mais dinheiro porque eles já não têm permissão para acessar fundos comuns das nações do mundo. De fato, todos os tratados de direito que tinham expiraram em 1994 e não foram renovados.

Uma vez que o FMI não tem mais acesso à maioria dos fundos comuns mundiais, eles não serão mais capazes de sujeitar nações a seus brutais e destrutivos “programas de ajuste estrutural.”

Em vez disso, agências globais existentes como o FMI, a ONU, o Banco Mundial, o BIS, etc ou serão abolidas ou renovadas. Algumas novas agências também podem aparecer.

Um contato russo disse à WDS que eles agora apóiam a sua proposta de uma agência de planejamento econômico internacional. Os patriotas da agência americana e pentágono também deram apoio qualificado a essa proposta. E igualmente as autoridades japonesas e outras autoridades nacionais.

Essa agência ainda a ser criada agora é esperada para obter um financiamento inicial de US$ 11 trilhões para financiar uma campanha para acabar com a pobreza e parar a destruição ambiental. Será meritocraticamente preenchida e aberta ao escrutínio da mídia.

Vitória para a humanidade está quase na mão.

Tradução: pequenaduvida.wordpress.com

Tempestade e bonança

Bancos na Itália foram rebaixados em 3 níveis (inédito no mundo);
DEXIA, o maior banco da Bélgica, está falido;
TODOS os principais bancos da Europa estão quebrados;
Nos EUA, todos os grandes bancos continuam suas prática completamente fraudulentas, com a APROVAÇÃO DO GOVERNO;
O governo sabe o que está ocorrendo; SÃO PARTICIPANTES, CONIVENTES e USUFRUIDORES.
Não há solução para a Grécia. Acabou!
O sistema inteiro está implodindo. Acabou!
A Grécia disse a Bernanke: “Obrigado. Aceitamos seus subsídios, mas não vamos cortar nada. Nada de cortar empregos; nada de medidas de austeridade. A dívida é nossa, mas o problema é de voces.”
Deram o troco para os americanos, que disseram antes: “O dinheiro é nosso; o problema é de voces.”
O problema da Grécia é de toda a Europa. É impossível parar a queda dos dominós, mas esse problema tem um nome, que é americano: Goldman Sachs. Armaram essa armadilha e caíram nela, agora. Bem feito!
Resumo da ópera: é impossível imprimir papel colorido mais rápido do que o aumento da dívida. Acabou!
As bolsas começam a perceber; são lentos demais. Investidores não enxergam muito, o oposto do que deveria ser. Só os mega-especuladores, porque são eles que fazem os planos e apostam neles. Covardia!
Começam a pedir uma mudança total e a saída de Obama. Coitado!
O NYSE vai ter problemas com a Internet daqui a pouco. O NYSE/Bolsa Alemã foi cancelado. Sinais vermelhos acendendo.
O Banco da América cobra US$ 5,00 por cartão de cliente? O City diz que irá cobrar US$ 20,00 mensais das contas com saldo abaixo de US$ 50.000,00. Maravilha!
Este é o jogo: tomam emprestado do FED a 1% e cobram dos clientes 25/30% nas compras com cartão de crédito.
Antes dos grandes terremotos, virão os tsunamis financeiros. Apesar de tudo, uma grande limpeza está a caminho. Para nós, as notícias são ótimas.
Antonio Carlos