WikiLeaks vaza arquivos sobre existência de OVNIs

O WikiLeaks está liberando uma série de arquivos chamados “Podesta emails”, que são emails trocados por John Podesta, que é chefe da campanha de Hillary Clinton para a presidência, além de ter sido conselheiro do Obama e chefe de Gabinete da Casa Branca durante o governo do Bill Clinton. Até a eleição, o Wikileaks vai liberar mais de 50.000 emails.

E alguns já liberados revelam emails chocantes enviados a ele pelo astronauta da Apollo 14, Edgar Mitchell, o sexto homem a pisar na lua. Todos os emails podem ser vistos na página oficial do WikiLeaks, mas os mais relevantes até agora estou colocando aqui em tradução livre, juntamente com o link direto para facilitar. Vou colocar um por post, leia de baixo para cima para entender a ordem cronológica.

Email de 29/07/2014

> > De: rhardcastlewright@gmail.com
Para: Eryn_M_Sepp@who.eop.gov, john.podesta@gmail.com
Data: 2014-07-29 13:53
Assunto: Re: Pedido de reunião do astronauta da Apollo, Dr. Edgar Mitchell, para discutir Disclosure [nota do Pequena Dúvida: “Disclosure” é como se chama nos EUA a revelação de toda a verdade sobre OVNI ao público geral]

Querida Eryn [Eryn é a assistente do John Podesta]: Dr. Mitchell está disponível para uma reunião com John Podesta na semana de 11 de agosto, mas não poderá vir para DC [Washington]. Ele gostaria que eu fosse à reunião e então nos conectaríamos com ele por Skype. Agradeço se puder retornar com uma data e horário. Meu telefone é 301-915-4660.

Anúncios

WikiLeaks vaza arquivos sobre existência de OVNIs – parte 2

Email de 18/08/2015

De:terribillionairs@aol.com
Para: john.podesta@gmail.com
Data: 2015-08-18 10:30
Assunto: email para John Podesta c/o Eryn re Tratado Espacial (anexado)

Como a Guerra no Espaço [Nota do Pequena Dúvida: ele se refere a países como China, Rússia e EUA guerreando entre si no espaço, ou seja, destruindo satélites uns dos outros, etc] está esquentando, achei que você deveria ficar sabendo de alguns fatos enquanto marcamos nossa conversa pelo Skype.

Lembre-se, a inteligência extraterrestre não violenta do universo contíguo está nos ajudando a trazer a energia ponto zero para a Terra.

Eles não vão tolerar qualquer forma de violência militar na Terra ou no espaço.

A informação em itálico a seguir foi compartilhada comigo pela minha colega Carol Rosin, que trabalhou muito proximamente por muitos anos com Wernher von Braun antes de sua morte.

Carol e eu trabalhamos no Tratado de Prevenção da Colocação de Armas no Espaço, anexado para sua conveniência.

[Abaixo ele coloca vários links para referência]

NEW GREAT NEWS: Federal Minister for Planning, Development and Reforms Ahsan Iqbal proposed cooperation in space technology between Pakistan and China as part of the historic declaration, saying it will take the Pak-China relations to new heights. http://tribune.com.pk/story/937041/cooperation-20-mous-worth-2-billion-signed/ A consortium of 35 Chinese companies was also formed that will invest in Pakistan: Pakistan and China on Wednesday signed 20 memoranda of understanding (MoU) worth $2 billion…emphasis on sustainability ________________________________________________________________ The Cosmic Consequences of Space Weapons: Why they Must be Banned to Preserve our Future FULL ARTICLE: http://consciousreporter.com/global-agendas/treaty-ban-weapons-space-urgently-needed/ ________________________________________________________________ WAR IN SPACE… War in space isn’t considered fantasy anymore http://www.aol.com/article/2015/08/12/war-in-space-isnt-considered-fantasy-anymore/21221875/ ___________________________________________________________________ PREPARING FOR WAR IN SPACE (articles below): http://www.outerplaces.com/science/item/9578-anti-satellite-missiles-and-international-tensions-see-us-china-and-russia-preparing-for-war-in-spaceAnti- Satellite Missiles and International Tensions See US, China and Russia Preparing for War in Space ____________________________________________________________ http://www.scientificamerican.com/article/war-in-space-may-be-closer-than-ever/??ftcamp=crm/email//nbe/FirstFTEurope/product War in Space May Be Closer Than Ever China, Russia and the U.S. are developing and testing controversial new capabilities to wage war in space despite their denial of such work By Lee Billings | August 10, 2015 _____________________________________________________________ http://www.express.co.uk/news/world/597809/Anti-satellite-weapons-space-war-Earth-Russia-China-United-States World War Three in SPACE? Fears over rise in anti-satellite weapons created by Russia A HUGE rise in anti-satellite weapons being developed by world powers has sparked fears the West could soon be embroiled in a fully-fledged war with Russia and China in outer space. ____________________________________________________________ War in space isn’t considered fantasy anymore http://www.aol.com/article/2015/08/12/war-in-space-isnt-considered-fantasy-anymore/21221875/ We’re arguably closer than ever to war in space. Most satellites orbiting Earth belong to the U.S., China and Russia. And recent tests of anti-satellite weapons don’t exactly ease the scare factor. It sounds like science fiction, but the potential for real-life star wars is real enough. It’s just not new. Fears of battles in space go back to the Cold War and several initiatives, like President Reagan’s “Star Wars” missile-defense system. Deputy Defense Secretary Robert Work spoke to Congress in June about the threat. He said during a speech the technology the U.S. developed during the Cold War allows it “to project more power, more precisely, more swiftly, at less cost.” Take a moment to think about everything satellites do. GPS, surveillance and communications all depend on them. And the Scientific American notes you can disable satellites without missiles. Simply spray-painting lenses or breaking antennas is enough. President Obama requested $5 billion for space defense in the 2016 fiscal budget. And a former Air Force officer told the Scientific American most of the United States’ capabilities in space have been declassified to send a clear message: There are no rules for war in space.

Saudações,

Edgar

Edgar D. Mitchell, ScD
Apollo 14 astronaut
6th man to walk on the Moon
Zero Point Energy Consultant

Estudo feito no Brasil muda o que a arqueologia sabia sobre origem do homem

Um estudo realizado na Serra da Capivara, no Piauí, pode mudar o modo como arqueólogos e cientistas interpretam as origens da humanidade. Realizada em parceria entre pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) e da britânica Universidade de Oxford, a pesquisa publicada na Nature nesta quarta-feira (19) mostra que macacos-prego do parque nacional são capazes de criar ferramentas, o que antes imaginava-se que só humanos fariam.

Com a descoberta, artefatos encontrados em sítios arqueológicos e considerados como prova de ocupação humana podem ter sido feitos, na verdade, por macacos. Logo no início do estudo, os cientistas citam: “o entendimento do surgimento da tecnologia molda nossa visão das origens da humanidade”.

O estudo realizado no Piauí mostrou que macacos-prego da região deliberadamente usam pedras para conseguir frutos, cavar em busca de aranhas ou retirar líquidos com minerais de outras pedras. Quando batem as pedras em busca de líquido, surgem por acaso lâminas de pedra semelhantes aos antigos objetos afiados utilizados como ferramentas pelos primeiros humanos.

“Eu fiquei bastante atônito. Fiz meu PhD pesquisando sobre ferramentas de pedra feitas por humanos. Eu aprendi como fazer estas coisas. Estava olhando para o material e parecia que foi feito por humanos”,Tomos Proffitt, arqueologista de Oxford e um dos autores do estudo

Cientistas normalmente utilizam as características de pedras lascadas com arestas afiadas para distinguir ferramentas de humanos de pedras que poderiam ter sido naturalmente quebradas em sítios arqueológicos. A novidade pode provocar uma revisão de muitos achados arqueológicos feitos até então.

Os achados mais velhos do tipo, com datações de 3,3 milhões de anos e encontrados no Quênia, podem ser revistos, segundo pesquisadores envolvidos. O estudo, no entanto, não deve desafiar completamente a história da evolução humana na África, já que muitos dos achados no continente apresentam contexto humano maior nos sítios do que apenas pedras lascadas.

Anderson Petroceli/Zero Hora/Folhapress

Pedras lascadas são elementos típicos de sítios arqueológicos

O pesquisador brasileiro Tiago Falótico, do Instituto de Psicologia da USP, e o colega Eduardo Ottoni, seu supervisor, estudaram por anos o comportamento dos macacos-prego na Serra da Capivara – em julho, identificaram que os macacos usam ferramentas há ao menos 700 anos. Nos últimos três anos, aprofundaram a pesquisa com ajuda dos arqueólogos Michael Haslam e Tomos Proffitt, da Universidade de Oxford, além de outros pesquisadores.

As observações dos macacos-prego culminaram em coletas de pedras fragmentadas após o uso delas pelos animais e também em sítios arqueológicos da região – vale lembrar que a Serra da Capivara é um dos locais com maior concentração de sítios pré-históricos do mundo. Os objetos foram identificados com as mesmas características e formas das ferramentas humanas.

A conclusão dos autores do estudo pode mudar para sempre a arqueologia e a forma como vemos as primeiras civilizações humanas. Os pesquisadores apontam que, sem outras evidências, a produção de pedras lascadas não pode mais ser associada sozinha como sinal de presença de nossos ancestrais em uma determinada área – apesar de muitas das pedras lascadas achadas serem bem mais elaboradas do que as feitas sem intenção por macacos.

No entanto, ao menos uma característica segue restrita aos humanos. Embora produzam estas pedras lascadas, os macacos-prego não foram vistos as utilizando como um elemento cortante. Estes animais da região, no entanto, utilizam outras ferramentas, como varetas e as próprias pedras.

Fonte