NASA interrompe transmissão ao vivo após aparição de OVNI

Durante um experimento da NASA para produzir imagens em HD no espaço, foi focalizado um objeto não identificado. Em poucos segundos, a transmissão foi cortada, reforçando a suspeita de que a NASA teria interrompido o sinal por causa do tal OVNI. Assistindo ao vídeo, é suspeito mesmo. Veja.

Para quem acha que o OVNI é, na verdade, a lua, aqui está outro vídeo do mesmo experimento, mostrando a lua. Ou seja, aquele OVNI não era a lua.

Lula está sendo investigado em Portugal por suborno de mais de 2 milhões de euros da Portugal Telecom

A denúncia do publicitário Marcos Valério de que o PT recebeu 2,6 milhões de euros da Portugal Telecom começou a ser investigada pelo Ministério Público de Portugal. Segundo a imprensa daquele país, o ex-presidente da telefônica Miguel Horta e Costa prestou depoimento no último dia 9 no Departamento Central de Investigação e Ação Penal. O depoimento foi solicitado pela Polícia Federal brasileira por meio de carta rogatória, mas as autoridades portuguesas resolveram abrir uma investigação local contra Costa por corrupção no comércio internacional.

No Brasil, o caso tramita em um inquérito da Polícia Federal mantido em segredo. O depoimento foi pedido em outubro do ano passado. Os policiais já teriam recebido as declarações do português, mas não divulgaram o material. O caso começou a ser investigado em 2012, depois que Marcos Valério, condenado por operar o esquema do mensalão, denunciou o pagamento feito ao PT durante o governo Lula. Em troca, a Portugal Telecom obteria facilidade na compra da Telemig.

Segundo Valério, a propina foi negociada entre Costa e o então presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto. De acordo com Valério, o dinheiro foi transferido por meio de uma fornecedora da Portugal Telecom em Macau, na China, a publicitários brasileiros que trabalharam em campanhas eleitorais do PT. Valério disse que uma viagem que ele fez em companhia do advogado Rogério Tolentino e o ex-secretário do PTB Emerson Palmiere a Portugal, em 2005, foi parte da negociação para o pagamento.

A oposição vai encaminhar requerimento de informações ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e tentar aprovar no Senado a criação de uma comissão externa para ter acesso ao processo aberto em Portugal. Ontem líder da minoria na Câmara e senador eleito Ronaldo Caiado (DEM-GO) anunciou que vai requerer ao Ministério Público brasileiro acesso às respostas dadas por Costa.

— Nós vamos agir em duas frentes para saber se há previsão de ouvir o ex-presidente Lula aqui. Primeiro vou solicitar ao procurador Rodrigo Janot o envio de informações sobre o depoimento do ex-executivo da Portugal Telecom. Se ele não teve acesso ao processo que corre em Portugal, então nós vamos propor a criação de uma comissão externa do Senado para ir lá acompanhar o processo. Se o ministro Janot já estiver de posse dessas informações e der conhecimento ao Senado, não há necessidade de irmos lá — explicou Caiado.

O presidente e líder do DEM, senador José Agripino Maia (RN), acredita que, nessa investigação, Lula pode ser incriminado.

— A providência de requerer o depoimento do senhor Miguel Horta é o primeiro e fundamental passo. Se o processo não anda aqui, pode andar lá. Portugal e Espanha estão dando especialíssima atenção a investigações de crimes do colarinho branco envolvendo políticos. Se há conexão com o PT e Lula, aqui, vai ter desdobramentos. Lula pode acabar sendo apanhado por uma circunstância secundária ao mensalão — afirmou Agripino Maia.

Logo após as eleições do ano passado, em dezembro, Lula foi ouvido como testemunha em um dos dois novos inquéritos abertos para investigar as denúncias de suposto envolvimento do PT e de Lula no mensalão. Segundo a revista Época noticiou, na noite do dia 03 de dezembro Lula recebeu na pista do Aeroporto de Congonhas a carta precatória assinada pelo delegado federal Rodrigo Luis Sanfurgo de Carvalho, chefe da área de repressão a crimes financeiros e desvio de recursos públicos em São Paulo. O depoimento aconteceu no dia 09 de dezembro.

Procurado para falar sobre o andamento da investigação em Portugal e da ação da oposição, ele respondeu, pela assessoria, que não tem novidades.

— É a mesma do Marcos Valério, de 2012, não? Sem novidades. Falou disso na época para a Imprensa — respondeu ontem a assessoria do ex-presidente Lula.

Fonte

CNN tenta acabar com a imagem do Islã, especialista acaba com os jornalistas. Imperdível!!

Um vídeo que mostra bem a manipulação da grande mídia ocidental: CNN tentando fazer parecer que todos os muçulmanos são extremistas, apoiam atos terroristas, que o Islã é o responsável por todas as atrocidades em países árabes.

Do outro lado, um especialista calando a boca dos jornalistas, mostrando que essa generalização e ignorância são a causa das diferenças que incitam as guerras e intolerância. Para isso, ele usa dados concretos, inteligência e palavras como “isso é estúpido”.

É o que todos aqueles que não são condicionados pela mídia têm vontade de falar para esses jornalistas de m*%#@$ que não honram sua profissão.

Precisamos de mais caras corajosos e imparciais como esse especialista. Um vídeo de lavar a alma. Em inglês com legendas em espanhol.

O Planeta X pode realmente existir — mas isto a gente já sabia

Imagem: Don Dixon/ cosmographica.com

Imagem: Don Dixon/ cosmographica.com

Pelo menos dois planetas maiores do que a Terra provavelmente se escondem nas profundezas escuras do espaço muito além de Plutão, apenas esperando para ser descobertos, sugere uma nova análise das órbitas dos “objetos extremos transnetunianos” (ETNOs).

Pesquisadores estudaram 13 ETNOs — corpos gélidos, como o planeta-anão Sedna, que circundam o Sol a grandes distâncias em trajetórias elípticas.

Segundo membros da equipe de estudo, a teoria prevê um certo conjunto de detalhes para órbitas ETNO. Por exemplo, elas devem ter um semi-eixo maior, ou distância média do Sol, de cerca de 150 unidades astronômicas (UA) (1 UA é a distância entre a Terra e o Sol — cerca de 93 milhões de milhas ou 150 milhões de quilômetros). Essas órbitas também devem ter uma inclinação em relação ao plano do sistema solar de quase 0 grau, entre outras características.

Mas as órbitas reais dos 13 ETNOs são bastante diferentes, com semi-eixos maiores que variam 150-525 UA e inclinações médias de cerca de 20 graus.

“Esse excesso de objetos com parâmetros orbitais inesperados nos faz acreditar que algumas forças invisíveis estão alterando a distribuição dos elementos orbitais dos ETNOs, e consideramos que a explicação mais provável é a de que outros planetas desconhecidos existem além de Netuno e Plutão”, disse em um comunicado o autor principal Carlos de la Fuente Marcos, da Universidade Complutense de Madrid.

“O número exato é incerto, uma vez que os dados que temos são limitados, mas nossos cálculos sugerem que existem pelo menos dois planetas, e provavelmente mais, dentro dos limites do nosso sistema solar”, acrescentou.

Os potenciais mundos desconhecidos teriam mais massa do que a Terra, disseram os pesquisadores, e estariam a cerca de 200 AU ou mais de distância do sol — tão longe que seria muito difícil, se não impossível, detectá-los com os instrumentos atuais.

Os novos resultados, detalhados em dois artigos no periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society: Letters, não são os primeiros a dar crédito para a possível existência de um chamado Planeta X.

Em março de 2014, Chadwick Trujillo e Scott Sheppard anunciaram a descoberta do 2012 VP113, um ETNO que nunca fica mais perto do Sol do que 80 AU. O 2012 VP113 então se juntou ao Sedna como os dois habitantes conhecidos do “interior da Nuvem de Oort”, uma região longínqua e em grande parte inexplorada do espaço além do Cinturão de Kuiper (onde Plutão se encontra).

Trujillo e Sheppard sugeriram que as órbitas do 2012 VP113 e e do Sedna são consistentes com a presença contínua de um grande “perturbador”— talvez um planeta com 10 vezes mais massa do que a Terra, situado a 250 UA do Sol.

No entanto, a dupla ressaltou que outras explicações também são possíveis. Por exemplo, o Sedna e o 2012 VP113 podem ter sido empurrados para fora de suas posições atuais por interações com outras estrelas no aglomerado do nascimento do Sol, há muito tempo atrás. Os objetos também podem ter sido capturados de outro sistema solar durante um encontro próximo estelar.

De la Fuente Marcos e seus colegas também reconhecem a possibilidade de tais cenários alternativos. O quadro deve ficar mais claro à medida que pesquisadores estudem as órbitas de objetos gelados cada vez mais distantes, disse ele.

“Se confirmado, nossos resultados podem ser verdadeiramente revolucionários para a astronomia”, disse de la Fuente Marcos.

Fonte: Space.com