Cartas de Sinead O’Connor para Miley Cyrus expõem a manipulação da indústria fonográfica

Depois de sua polêmica apresentação no Video Music Awards da MTV americana (que, na nossa opinião, não foi nenhuma novidade levando-se em conta o panorama musical de hoje), Miley Cyrus disse em entrevista à revista Rolling Stone que, para compor o clipe de Wrecking Ball, tinha se inspirado no clipe Nothing Compares 2 U, de Sinead O’Connor.

Sinead, então, publicou em seu site e Facebook uma carta aberta à Miley, o que desencadeou uma série de posts e tweets entre as duas. Mas o que fica evidente, aqui, é a manipulação da indústria fonográfica, que não dá a mínima para a sanidade de seus artistas e fãs, visando apenas o lucro. Veja aqui as cartas e tweets em tradução livre.

article-2442321-184311D200000578-90_634x372

article-2442321-1842FDFF00000578-155_634x422

Primeira carta de Sinead para Miley:

“Querida Miley,

Eu não ia escrever esta carta, mas hoje eu estou evitando telefonemas de vários jornais que queriam que eu comentasse sobre você ter dito na revista Rolling Stone que o vídeo Wrecking Ball foi pensado para se parecer com o de Nothing Compares… Então é sobre isso que eu preciso falar… E falo com um espírito de mãe e de amor.

Estou extremamente preocupada com o fato de que aqueles que te rodeiam têm levado você a acreditar, ou encorajado sua própria crença, de que é ‘cool’ ficar nua e lamber martelos em seus clipes. O fato é que você vai obscurecer seu talento à medida que se permite ser prostituída, não importa se é a indústria fonográfica ou você mesma que faz isso.

Somente danos virão a longo prazo enquanto você se permitir ser explorada, e, passar a mensagem de que você é valorizada (inclusive por você mesma) mais pelo seu sex appeal do que pelo seu óbvio talento, de forma alguma deixa você ou outras jovens mais poderosas.

Fico feliz em ouvir que de alguma forma eu sou um modelo para você e espero que por causa disso você preste muita atenção no que eu estou dizendo.

A indústria musical não dá a mínima para você, ou para qualquer um de nós. Eles vão prostituir você por tudo o que você vale, e habilmente vão fazer você pensar que isso é o que você queria… E quando você acabar numa clínica de reabilitação, como resultado de ser prostituída, ‘eles’ estarão tomando sol em seus iates em Antigua, que compraram com a venda do seu corpo e você vai estar sozinha.

Nenhum dos homens secando você estão aí para você, não se engane. Muitas são as mulheres que confundiram desejo com amor. Se eles querem você sexualmente, isso não significa que eles se importam com você. Ainda mais quando você, involuntariamente, passa a impressão de que também não liga muito para si mesma. E quando você contrata pessoas que parecem também não ligar para você. Ninguém que se preocupa com você poderia apoiar você sendo prostituída… e isso inclui você mesma.

Sim, eu estou sugerindo que você não cuida de si mesma. Isso tem que mudar. Você deve ser protegida como uma jovem preciosa por qualquer pessoa no seu trabalho e ao seu redor, inclusive você mesma. Este é um mundo perigoso. Não incentivamos nossas filhas a andar nuas por aí porque isso as transforma em presas para os animais e para aqueles menos do que animais, que são a angustiante maioria dos que trabalham na indústria da música e na mídia associada.

Você vale mais do que seu corpo ou seu sex appeal. O mundo do showbiz não vê as coisas dessa forma, eles gostam que as coisas sejam vistas de outra maneira, sejam eles revistas que querem você na capa ou o que seja… Não se iluda… Todos eles querem você porque estão lucrando com a sua juventude e a sua beleza… Coisa que não poderiam fazer a não ser pelo fato de que sua juventude te deixa cega para os males do show business. Se você tem um coração inocente, não pode reconhecer aqueles que não o têm.

Repito, você tem tanto talento que não precisa deixar a indústria da música transformar você em uma prostituta. Você também não deve deixar que te façam de boba. Não pense nem por um momento que qualquer um deles se importa com você. Eles estão nessa pelo dinheiro… Nós estamos nessa pela música. Sempre foi assim e sempre será assim. Quanto antes uma garota souber disso, antes ela estará realmente no controle.

Você também disse na revista Rolling Stone que o seu look é baseado no meu. O look que eu escolhi, eu escolhi de propósito em um momento em que minha gravadora me incentivava a fazer o que você tem feito. Eu senti que preferia ser julgada pelo meu talento e não pela minha aparência. Estou feliz que fiz essa escolha, até porque eu não estou na proverbial pilha de trapos agora que tenho quase 47 anos… Na qual, infelizmente, acabaram muitas artistas que basearam a sua imagem em torno de sua sexualidade ao atingir a meia-idade.

Um verdadeiro fortalecimento de si mesma como mulher seria, no futuro, você se recusar a explorar seu corpo ou sua sexualidade para que os homens ganhassem dinheiro com você. E nem preciso perguntar… Eu estou no negócio há tempo suficiente para saber que os homens estão fazendo mais dinheiro do que você com a sua nudez. Isso definitivamente não é legal. E envia sinais perigosos para outras jovens. Por favor, no futuro, diga não quando te pedirem para se prostituir. Seu corpo é para você e seu namorado. Ele não é para qualquer canalha da rede, ou para executivos gananciosos de gravadoras comprarem diamantes para suas amantes.

Quanto à queda da imagem de Hannah Montana… Quem está dizendo que ficar nua é a maneira de fazer isso não está absolutamente respeitando o seu talento ou você como garota. Suas gravações são boas o suficiente para você não precisar de qualquer queda de Hannah Montana. Ela está beeeeeem longe agora. Não é porque você ficou nua, mas porque você fez grandes gravações.

Quer a gente goste ou não, nós, mulheres da indústria, somos modelos e, como tal, temos que ser extremamente cuidadosas com as mensagens que enviamos para outras mulheres. A mensagem que você está enviando é de que é legal ser prostituída… Não é tão legal, Miley… É perigoso. As mulheres devem ser valorizadas por muito mais do que sua sexualidade. Não somos apenas objetos de desejo. Eu encorajaria você a enviar mensagens mais saudáveis ​​para suas fãs… A de que elas e você valem mais do que o que está acontecendo em sua carreira atualmente. Por favor, demita qualquer filho da puta que não tenha se mostrado extremamente preocupado, porque ele não se importa com você.”

A primeira resposta de Miley no Twitter:

“Antes de Amanda Bynes… Existia…”

E uma foto do Twitter de Sinead em que ela pedia ajuda psiquiátrica. E, depois, outra foto de Sinead rasgando uma foto do Papa João Paulo II no Saturday Night Live.

article-2443351-1884B4E600000578-525_634x673

mileysinead

Segunda carta de Sinead para Miley:

“Miley… Sério? Quem está te orientando? Porque me confrontar é ainda mais estúpido do que se comportar como uma prostituta e chamar isso de feminismo. Hoje você postou tweets meus que são de dois anos atrás, que postei quando eu estava mal e procurando ajuda, para fazer parecer que são recentes. Fazendo isso você ridiculariza a mim e a Amanda Bynes por ter sofrido com questões de saúde mental e por ter buscado ajuda.

Quero dizer, de verdade… quem te orienta? Você tem alguma ideia de quão estúpido e perigoso é zombar de pessoas por sofrer de doenças? Um dia você mesma vai sofrer desse tipo de doença, sem dúvida. O caminho que você traçou para si mesma só pode terminar assim, acredite. Eu estou chocada com o fato de que uma mulher de 20 anos no século 21 possa se comportar de uma maneira tão perigosa e irresponsável de forma a não apenas mandar mensagens a garotas de que é legal agir como prostitutas, mas também a mensagem de que aqueles que sofreram ou sofrem com problemas mentais devem ser ridicularizados e ter suas opiniões invalidadas. Você não tem nenhum senso de perigo? Ou responsabilidade? Remova seus tweets imediatamente ou você vai ser procurada pelos meus advogados.Tenho certeza de que você vai ser procurada também por grupos de apoio à questão da saúde mental. Não é aceitável zombar de qualquer pessoa por ter sofrido.
É ainda mais impróprio você responder dessa maneira a alguém que expressou preocupação com você. E pior ainda que você seja uma ferramenta tão anti-mulheres da indústria musical anti-mulheres. Espero que você peça desculpas à Amanda Bynes e a qualquer pessoa que tenha sido ferida pela sua ridicularização dos que sofreram. E espero que você acorde e entenda que de fato é uma ameaça às mulheres.
Além disso, você postou uma foto em que estou rasgando a foto do papa… Para sugerir insanidade… Fazendo isso, tudo o que você conseguiu foi expor sua chocante ignorância. Eu sugiro que você leia The Philadelphia Report, The Boston Report, todos os relatórios que vão esclarecer para você por que aquela minha ação continua sã e válida. Zombando disso, você está zombando de cada criança que sofreu abuso sexual pelas mãos dos padres que foram acobertados pelo Vaticano. Você poderia realmente se educar, se não estiver ocupada demais mostrando seus peitos.”
A segunda resposta de Miley no Twitter:
“Sinead. Eu não tenho tempo para te escrever uma carta aberta porque estou apresentando o Saturday Night Live esta semana.”

“Então, se você quiser se encontrar, me avise em sua próxima carta. :)”

Terceira carta de Sinead para Miley:
“Miley,

Eu não tenho nenhum interesse em encontrar você. Você teve muito tempo ontem para zombar de Amanda Bynes… Uma pessoa que não tinha nada a ver com isso… E de mim… Que também não fiz nada para merecer sua ridicularização… Junto com cada pessoa que sofreu de probIemas mentais e cada pessoa que sofreu abuso nas mãos dos padres.

Você pode pegar cinco minutos hoje entre as trocas de biquini fio dental para pedir desculpas publicamente e remover seus tweets abusivos. Se você não fizer isso, então você não está nem aí para quem você ridiculariza e para o estrago que você faz sendo tão ignorante.
Quando você pedir descupas publicamente à Amanda, a mim, a todos os doentes mentais e àqueles que foram abusados pelos padres, poderemos colocar um fim no assunto. O que você fez ontem foi pensado para afetar a mim e à minha carreira e me causou enorme estresse e tormento e tem o potencial de prejudicar a minha carreira, já que você deliberadamente deu a impressão de que aqueles tweets meus não eram de dois anos atrás, mas refletiam minha condição atual. Se você não pedir desculpas, não terei escolha a não ser trazer os procedimentos legais contra você, já que é extremamente difícil conseguir trabalho quando as pessoas acham que você está sofrendo de doenças mentais.
Eu não tenho interesse ou desejo de te causar problemas, mas se você não se desculpar por ter deliberadamente tentado me machucar e me prejudicar pessoal e profissionalmente, eu vou ter que fazer pressão contra você.
Quando você acabar na ala psiquiátrica ou reabilitação, eu ficarei feliz em te visitar… E não me rebaixaria ridicularizando você.
Seja uma mulher e peça publicamente as desculpas que listei acima. Sua participação no Saturday Night Live é só uma desculpa esfarrapada para não pegar cinco minutos para fazer a coisa certa e seu comportamento ontem vai voltar para você de uma forma muito ruim.
Você não leva vantagem nenhuma em zombar de Amanda Bynes ou qualquer outra pessoa. Como você acha que a fez sentir-se ontem? O que você sente quando sua amiga Britney Spears é ridicularizada e humilhada por ter tido problemas mentais? Pessoalmente, eu sei que quero socar as pessoas que a tratam assim. Se ela é sua amiga e, mais importante, se você é uma verdadeira amiga para ela… Você deve desculpar-se por ter se juntado àqueles que ridicularizam e humilham mulheres que têm sido boazinhas demais para viver na indústria da música sem perder a cabeça.
Pare de se comportar como uma ferramenta anti-mulheres. Você vai se tornar a vítima disso tudo muito em breve. Logo você será a ‘louca’ da mídia… E você não vai gostar… E vai apreciar pessoas (como eu) defendendo você. O que ficarei feliz em fazer… Se você ganhar meu respeito hoje se desculpando publicamente.”
Veja abaixo os clipes Nothing Compares 2 U, de Sinead O’Connor, e Wrecking Ball, de Miley Cyrus, que teria sido inspirado no primeiro.
Anúncios

2 respostas em “Cartas de Sinead O’Connor para Miley Cyrus expõem a manipulação da indústria fonográfica

  1. A Miley tem um pai, Bob Ray Cyrus, que conhece as nuances do mundo fonográfico, infelizmente nem ele foi capaz de abrir os olhos dessa moça, não creio que outrem o consiga, a tendência agora é só cavar mais fundo nessa poço como a própria OConnor disse, é uma pena, eu até achava legal enquanto Hannah Montana. Acho que não resta dúvidas que essa indústria (e a mídia em geral) é a mais podre e nojenta que tem, tem muuuita manipulação de informação, e isso é o mais leve que eles aprontam.

    • Infelizmente é assim mesmo, Bruno. A Sinead deve ter sido muito consciente para não se deixar levar por essa manipulação na época em que estourou. Admiro sua preocupação e espero que isso faça a Miley parar essa engrenagem enquanto é tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s