Oscar: a consagração da propaganda anti-islã

Argo foi o grande vencedor do Oscar 2013. E o que isso tem de ruim? Do ponto de vista cinematográfico, nada. Do ponto de vista político, social, econômico, tudo. Argo, e sua premiação pela máfia sionista hollywoodiana, é o mais puro exemplo da manipulação psicológica dos americanos, essa que pretende mostrar os árabes como eternos vilões, terroristas, bandidos. O mesmo que acontece com filmes como “A Hora Mais Escura” (que pretende reafirmar uma mentira já desmascarada), “A Inocência dos Muçulmanos” (banido no Brasil e em muitos outros países) e vários games de guerra.

argo-duality

Isso já foi visto antes. Caso não se tenha percebido, é uma prática que segue a linha da propaganda nazista. Filmes como “Triunfo da Vontade”, que pretendiam destruir a imagem dos judeus para os alemães, não estão muito longe de filmes como Argo, que pretendem execrar o Irã para os americanos, de acordo com a agenda sionista.

E para coroar tudo isso, nada menos do que a primeira dama entregando o troféu de melhor filme. Perfeito, previsível e decadente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s