Oscar: a consagração da propaganda anti-islã

Argo foi o grande vencedor do Oscar 2013. E o que isso tem de ruim? Do ponto de vista cinematográfico, nada. Do ponto de vista político, social, econômico, tudo. Argo, e sua premiação pela máfia sionista hollywoodiana, é o mais puro exemplo da manipulação psicológica dos americanos, essa que pretende mostrar os árabes como eternos vilões, terroristas, bandidos. O mesmo que acontece com filmes como “A Hora Mais Escura” (que pretende reafirmar uma mentira já desmascarada), “A Inocência dos Muçulmanos” (banido no Brasil e em muitos outros países) e vários games de guerra.

argo-duality

Isso já foi visto antes. Caso não se tenha percebido, é uma prática que segue a linha da propaganda nazista. Filmes como “Triunfo da Vontade”, que pretendiam destruir a imagem dos judeus para os alemães, não estão muito longe de filmes como Argo, que pretendem execrar o Irã para os americanos, de acordo com a agenda sionista.

E para coroar tudo isso, nada menos do que a primeira dama entregando o troféu de melhor filme. Perfeito, previsível e decadente.

Anúncios

Ex-agente americano conta como obrigava presidentes latinos e árabes a renunciarem.

Ex-agente americano conta como obrigava presidentes latinos e árabes a renunciarem. Imperdível.

Neste vídeo impressionante, o ex-agente americano John Perkins confessa as práticas que ele e outros assassinos econômicos usavam (ainda usam, no caso dos outros), para coagir presidentes da América Latina e Oriente Médio a agir conforme os interesses americanos. Interesses que iam desde repasse dos lucros do petróleo e instalação de bases americanas em seu território a votos favoráveis aos EUA na ONU. Os EUA agiam em três fases:

Fase 1: Enviar um assassino econômico para subornar o presidente. Caso falhasse, entrava a fase 2.

Fase 2: Enviar os chacais para matar o presidente (como aconteceu no Panamá e Guatemala). Caso falhasse, entrava a fase 3.

Fase 3: Enviar o exército e depor o presidente, em uma guerra arranjada com falsos argumentos e manipulação da opinião pública.

O mais impressionante é que isso continua acontecendo descaradamente, como no caso do Kadafi (em que os poucos rebeldes eram mostrados pela mídia como maioria, quando a grande maioria do povo queria a OTAN fora de lá e Kadafi no poder). E também nos casos da Venezuela, Afeganistão e Síria.

Vídeo absolutamente necessário para entender a verdadeira história do poder no mundo.

Nos céus da Rússia: seria mesmo um meteoro?

Semana passada, o céu da Rússia foi cortado por um meteoro pesando cerca de dez mil toneladas (conforme recalculado pela NASA) que explodiria em pedaços sobre a região dos Montes Urais e deixaria mais de mil pessoas feridas.

meteoro_russia__6a7df858de

Logo apareceram perguntas como: como pode um meteoro explodir próximo ao solo? Aliás, meteoro explode ou entra em combustão? Ninguém estava monitorando esse meteoro? É coincidência que, no mesmo dia, outro meteoro tenha caído na província de Cienfuegos, em Cuba?

Sim, é possível um meteoro explodir depois de entrar na atmosfera. É raro, mas acontece. Foi isso que aconteceu no evento de Tunguska, em 1908. Para que isso aconteça, é preciso apenas que o meteoro concentre gelo ou dióxido de carbono congelado em seu interior que, com o atrito do meteoro com a atmosfera terrestre, começa a ferver até explodir para liberar a pressão contida pela rocha exterior. Já sobre a queda do meteoro de Cuba no mesmo dia, é possível que vários corpos celestes estivessem seguindo a mesma órbita.

Entretanto, quando começamos a pesquisar um pouco mais e ir além dessas primeiras perguntas, encontramos uma série de outras estranhezas para as quais não há uma explicação certa, ainda.

Um exemplo disso é o vídeo abaixo, que mostra um projétil em forma de charuto que vai de encontro ao meteoro que, logo após, explode em pedaços. Observando o vídeo, somos levados a crer na possibilidade de que um artefato controlado inteligentemente atingiu o meteoro de propósito. Um míssil talvez, ou um UFO, que heroicamente pode ter prevenido danos maiores à estrutura e aos habitantes da região atingida.

Filmado por outro ângulo:

Outro fato que causa dúvidas é o de que não foram encontrados os fragmentos do tal meteoro, fora algumas pedrinhas com pouco mais de um centímetro de diâmetro, que ainda não foram confirmadas como resquícios do meteoro (de qualquer forma, só umas pedrinhas para um meteoro que media dezenas de diâmetro?). E nem uma cratera gigante característica do impacto de meteoros contra o solo. Mesmo ele tendo explodido em pedaços menores, era de se esperar alguma cratera do tipo – a hipótese de que a cratera no lago Chebarkul fora causada pela queda do meteoro já foi descartada. Então, onde estão os seus sinais?

Tem mais: segundo a APA, uma das maiores agências de notícias do Azerbaijão, Vladimir Zhirinovsky, líder do partido liberal-democrático da Rússia, teria dito a vários jornalistas no dia do acontecimento que aquele objeto não se tratava de um meteoro, e sim de uma arma americana em testes.

O que seria, então, o objeto que explodiu nos céus da Rússia? Uma arma americana? Um UFO? Ou mesmo um meteoro? Continuo acreditando na história do meteoro, com o adendo de que ele teria explodido não por forças naturais (perfeitamente cabíveis), mas por forças humanas (um míssel que o teria atingido, por exemplo). Ou, quem sabe, extraterrestres?

As verdadeiras razões para a renúncia de Bento XVI.

11 de fevereiro de 2013. O dia começou com a inesperada notícia da renúncia do Papa Bento XVI. Inesperada para alguns, prevista por outros. O fato é que Bento XVI teria renunciado por outros motivos que não sua idade avançada e sua saúde debilitada, conforme a versão oficial.

Papa-Bento-XVI-4

Todos sabemos que o Vaticano está envolvido em escândalos políticos, econômicos e sociais, e não é de hoje:

– A corrupção do Banco do Vaticano, envolvendo finanças escusas e lavagem de dinheiro;
– A acusação de que Bento XVI teria acobertado casos de pedofilia na igreja;
– A conspiração de roubo e divulgação de documentos secretos pelo mordomo do Papa;
– A associação do Vaticano com a máfia e a loja maçônica P2 (Propaganda Due) com planos de um governo fascista;
– Outros fatos amargos que envolvem o Vaticano, que tem uma antiga história repleta de traições, assassinatos, envenenamentos, e é acionista de indústrias de armamentos e cuja riqueza exorbitante engloba os terrenos mais valiosos de Londres, São Paulo, e várias outras cidades mundo afora. Isso sim é inesperado para a sede de uma igreja que se propõe a seguir e difundir a doutrina de Cristo.

Bento XVI também sofria com a falta de apoio da Cúria Romana e de cardeais da Santa Sé, que resistiam à sua proposta de transparência na igreja. Com o vazamento de documentos chamado Vatileaks, o Papa descobriu uma faceta desconhecida e obscura da Cúria. Ele ficou extremamente decepcionado e impressionado e, em dezembro, começou a pensar seriamente em sua renúncia.

Por outro lado, o Papa poderia também estar sendo chantageado a renunciar, depois do roubo de documentos do Vaticano que podem esconder escândalos ainda maiores dos que os revelados pelo mordomo. Relacionado a isso ou não, o jornal italiano Il Fatto Quotidiano revelou que o cardeal colombiano Dario Castrillon Hoyo teria entregado ao Papa, no início de janeiro deste ano, um documento em alemão alertando-o de que ele seria vítima de um complô que planejava matá-lo dentro dos próximos doze meses. O Vaticano, entretanto, negou a história.

papa_thumb

Um indício dessa briga interna de facções, na qual os mais conservadores querem ainda mais poder e consideram Bento XVI um obstáculo, é a de que o Papa estaria sendo pressionado para ser exilado de Roma, para não interferir na escolha de seu sucessor. E também a dica que deu na sua missa da última quarta-feira de cinzas, quando disse: “Penso em particular nos atentados contra a unidade da Igreja e nas divisões no corpo eclesial”.

Sendo assim, este é meu ponto de vista: o fardo a carregar, a resistência que sofria dentro do próprio Vaticano e, principalmente, a decepção, foram demais para que Bento XVI levasse seu pontificado até o fim de sua vida.