Notícias do front: Hillary Clinton, Kim Jong-un etc

Notícias que correm nos bastidores:

– O General Norman Schwarzkopf, que venceu a primeira Guerra no Golfo, morreu. E pelo menos outros 8 generais também teriam morrido e outros 26 teriam sido presos bem recentemente, em curtíssimo espaço de tempo.

– Bush pai, que ordenou a intervenção das forças americanas na mesma Guerra do Golfo, passou esses dias na UTI devido a uma “febre persistente”.

– Depois de um complicado problema no cotovelo, que a deixou fora de cena por meses há três anos, Hillary Clinton, dizem, estaria agora com um coágulo na cabeça decorrente de uma concussão. De um lado, acredita-se que ela falseou o problema para proteger Obama, evitando assim testemunhar para o comitê que investiga a morte do embaixador americano morto na Líbia, testemunho esse que ocorreria poucos dias depois. Algo deu errado em Benghazi, e isso pode manchar sua candidatura em 2016. Essa possibilidade teria sido inclusive sugerida pela Fox News e New York Post, que se redimiu depois.

Por outro lado, Debka Files sustenta outra versão para os ferimentos. Um médico correspondente da NBC afirma que se o coágulo foi causado pela concussão anterior, ele não estaria sendo tratado com anticoagulantes. Então, ou o coágulo tem outra causa, ou há algo que não sabemos. Pois bem, por Teerã e no Golfo há rumores insistentes dando conta de que o ferimento foi causado durante uma missão secreta na região na primeira semana de dezembro. Alguns de seus seguranças pessoais teriam sido feridos ou mortos. Não se sabe qual seria essa missão, mas ela teria ocorrido na mesma época em que Hillary teve uma conversa secreta com Ahmadinejad sobre o programa nuclear iraniano, segundo uma das teorias. De acordo com o rumor, o avião militar C-12 que levava Hillary de Bahrain para Baghdad mudou o trajeto em direção a Ahvaz, capital da província iraniana de Khuzestan, onde Ahmadinejad a esperava. Entretanto, o avião teria tido um problema técnico e fez um pouso de emergência, razão dos ferimentos da Secretária de Estado. A morte inexplicada do Comandante Price, 42 anos, no Afeganistão, teria ligação com isso. O Pentágono reportou que sua morte súbita em dezembro estava sob investigação. Agora, acredita-se que ele fazia parte da comitiva de segurança na missão de Hillary.

– Coréia do Norte pronta para uma explosão atômica, ao mesmo tempo em que Kim Jong-un busca paz e reunificação com Coréia do Sul. Contraditório? Talvez não.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s